quinta-feira, 12 de abril de 2012

4 olhares da ceia do Senhor

Por Leandro Louzada

Aprenderemos qual o real significado da ceia do Senhor.Paulo começa sua explanação sobre a ceia dizendo que os crentes de corinto se ajuntavam não para melhor e sim para pior (1Co 11.17).
Precisamos lembrar que a igreja de corinto estava sofrendo um grave problema de divisões, diferentes grupos dentro da mesma igreja, exaltando pessoas como Paulo, Pedro e Apolo, o famoso culto a personalidade ao invés de prestar culto a Deus. A sabedoria do mundo havia entrado naquela igreja, havia brigas entre os irmãos, uns levando os outros em tribunais, caso de incesto, problemas referentes aos dons, a postura da mulher e acerca da ressurreição.
Na celebração da ceia não foi diferente. A eucaristia precedia a “festa do ágape ou amor”, uma festa habitual no século I entre os cristãos. Esta festa era o famoso,” junta panelas”, cada irmão levava uma prato de refeição para igreja e juntos faziam um grande banquete e todos comiam juntos. Era uma oportunidade de comunhão e ajuda aos mais pobres. Os crentes comiam, bebiam, repartiam, se confraternizavam e depois num clima de comunhão, celebravam a ceia do Senhor.
O que estava acontecendo na igreja de corinto? Os ricos preparavam grandes banquetes e comiam tudo sem esperar a chegada dos pobres na igreja, quando eles chegavam ficavam sem comer, pois não tinham como preparar uma refeição para levar à festa e os ricos não deixava sequer migalhas.

•Eles se ajuntavam para pior (11.17);
•Não havia harmonia entre eles (11.18);
•Eles participavam da ceia, mas não era a ceia que eles celebravam (11.20);
•Eles eram esnobes e orgulhosos (11.21).

A atitude de Cristo foi inversa, ao invés de buscar a satisfação de si mesmo, Ele si entregou espontaneamente por todos nós, invés do egoísmo, optou pelo altruísmo.
A ceia do Senhor está centralizada na morte expiatória de Cristo e no Seu sacrifício vicário. O sangue de Cristo é o selo da nova aliança, por meio dele Deus perdoa os nossos pecados e nos livra da ira vindoura.
Sempre que nos reunirmos para celebrarmos a ceia do Senhor, precisamos olharmos para:

1-Trás;
2-Frente;
3-Dentro;
4-Redor.

Convido você a:

1)A olhar para trás

“Todas as vezes que comemos deste pão e bebemos deste cálice, anunciais a morte do Senhor” (11.26).
Jesus está ordenando que você olhe para sua morte e não para seus milagres. Devemos olhar para trás e lembrar:

a-Por que Cristo morreu?
b-Como Cristo morreu?
c-Por quem Cristo morreu?

Cristo é o centro da ceia e não nós.

Convido você nesta noite a olhar para trás e também:

2)A olhar para frente

Ao participar da ceia do Senhor, você não olha apenas para trás, mas também para frente. Paulo diz: “Porque, todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice, anunciais a morte do Senhor, até que ele venha” (11.26).
A ceia nos aponta para segunda vinda de Cristo. Nós esperamos a volta de Jesus, dizemos: “Maranata ora vem Jesus”.
A morte de Jesus é a garantia da sua volta. Não importa o que estejamos passando, a nossa classe social, aonde moramos e o que vestimos, Cristo voltará para buscar sua igreja, o que contará é se o meu coração é ou não dele.

Convido você nesta a olhar para trás, frente e também:

3)A olhar para dentro

Quando você celebra a ceia, olha para morte de Cristo e sua segunda vinda, mas também olha para dentro de si mesmo. “Examine-se, pois o homem a si mesmo” (11.28).
Nós não olhamos para o outro, não buscamos os defeitos e pecados do outro, porém, olhamos e examinamos a nós mesmos.
Você não deve fugir da ceia por causa do pecado, mas do pecado por causa da ceia. A ceia é um momento de restauração, reconciliação e cura. Devemos correr do pecado para Deus e não de Deus para o pecado. Examine-se e coma!!!

Convido você nesta a olhar para trás, frente, dentro e também:

4)A olhar ao seu redor

Quando você participa da ceia você olha para cruz, trás, para sua segunda vinda, frente, faz um auto-exame, dentro e também olha para as necessidades do seu semelhante, redor.
“Assim, pois, irmãos meus, quando vos reunis para comer, esperai uns pelos outros. Se alguém tem fome, coma em casa, a fim de não vos reunirdes para juízo” (11.33-34).
A ceia nos remete a olharmos para necessidades dos irmão. A festa do amor não existe mais, mas o principio continua.
Quando celebramos a ceia estamos dizendo que somos um só corpo, guiados pelo cabeça Jesus.
A ceia é uma celebração que envolve nossa comunhão com Deus e com o nosso próximo.

Quando nos reunirmos para celebrarmos a ceia do Senhor, estamos celebrando a morte de Jesus na cruz do calvário que trouxe remissão e perdão a todos nós, estamos celebrando a segunda vinda de Cristo, esta que nos dá certeza que a vida vai além da nossa existência nesta terra, estamos celebrando o perdão de Deus aos nossos pecados, sempre que confessarmos a Jesus e estamos celebrando a nossa comunhão com os irmãos e o privilégio de podê-los servir.

Um comentário: